segunda-feira, 5 de abril de 2010

Diário de um Cupido - 1ª Parte - Capitulo Final

  Uma luz na minha cara e em volta todas as paredes brancas com azulejos nelas, tubos, maquinas, isso com certeza é um hospital. Mas porque eu estou aqui, eu sofri um acidente? Depois de tentar lembrar um pouco sobre o que aconteceu, um médico entra junto com a minha mãe desesperada.
   - Você está bem? Não está doendo nada? - perguntou ela.
   - Tá tudo bem sim, não se preocupe. - falei, acalmando ela.
  - Senhora, é melhor você sair. Eu sei que você ficou esperando horas para falar com ele, mas ele deve estar cansado ainda e ainda deve estar sobre efeito do remédio que demos a ele. - falou o médico. Ainda bem, porque se ele não tivesse dito isso, minha mãe ia ficar horas perguntando se eu estava bem  e ia aumentar a dor de cabeça que eu estava sentindo. 
   Ela sai e o médico me fez as perguntas que todo medico faz como se tinha algo o doendo ou coisa parecida. Eu digo que não e pergunto o porque que eu estou ali.
   - Enquanto você estava correndo, um carro em alta velocidade bateu em você, o deixou inconsciente e quebrou a sua perna direita em dois lugares. - só nessa hora que eu percebi o gesso na minha perna, uau, como eu sou lento - Você vai ficar bem, é só descansar e não fazer muito esforço até que você volte para o hospital para trocar o gesso e fazer fisioterapia, mas essa noite você vai ter que dormir no hospital. - explicou o médico.
   - Tá bom. Sem problema. - falei.
   - Então eu já vou. Se você quiser alguma coisa, é só me chamar, certo? - perguntou ele
   - Tá bom. - respondi
   - Ah, mas uma coisa. Tem duas pessoas querendo lhe ver. Mando elas entrarem? - falou o médico logo quando ele estava saindo. Eu já imaginava quem era, mas mesmo assim eu fiz que sim com a cabeça e ele saiu pra chamar os dois.
   Os dois entraram logo pedindo desculpas e perguntando se eu estava bem com tudo o que tinha acontecido. Eu disse que tudo o que o medico havia me dito, mas que eu não iria perdoar eles tão cedo pelo que aconteceu. Eles perguntaram o porquê e eu comecei a explicar.
   - Na minha antiga escola, eu era amigo de um menino desde quando eu era bem pequeno, éramos inseparáveis. Até o dia que ele começou a namorar. Eu o apoiei completamente, mas ai teve o dia que a garota começou a falar e sair comigo, só na amizade, claro. Mas o meu amigo não batia bem da cabeça e colocou nela que nós estávamos saindo e que ela estava traindo ele, coisa que eu não iria fazer com o meu melhor amigo. Com isso, um dia, na escola, ele pegou a menina e começou a bater nela e a chingar ela no meio de toda a escola. Quando ele me viu, ele partiu pra cima de mim, mas nessa hora os professores o seguraram e o levaram pra coordenação, levando a expulsão dele. Eu fiquei traumatizado e fui embora pra minha casa e não quis mais saber de ir pra escola, com medo que acontecesse de novo, o que aconteceu. - falei, dando uma olhada que os dois ficaram vermelhos - Alguns dias depois eu fiquei sabendo que o meu amigo de infância havia sido mandado para um reformatório e esta lá ate hoje.
   Durante toda a historia os dois só ficaram lá sentados balançando a cabeça, até que o Guilherme começou a falar.
   - Ang, foi mal, me desculpa pelas coisas que eu falei eu não tive a intenção de fazer isso com você. - se desculpou ele. A Mariana só fez concordar com ele sem falar nada. 
   - Tá, tudo bem, eu perdoou vocês dois - falei logo, pois eu não queria mas ter aquilo perturbando a minha cabeça - mas que quero que vocês tenham futuro e não que fiquem se lamentando por causa de mim. Tudo bem? - perguntei pra eles. Eles concordaram com um sorriso bem largo no rosto. - Mais uma coisa. Vocês vão ter que me recompensar pelo o que fizeram comigo. - Eles concordaram numa boa e foram embora ter o seu primeiro encontro. 
   Eu não os culpo totalmente, mas eu não consigo em ver na culpa, esse que é o problema. Tanto faz, pois, “um trabalho de um anjo é sempre árduo”, como o meu pai sempre me dizia e eu sempre acreditei nele. Agora sei porque a minha mãe me pôs esse nome. Um cupido nunca descansa. né? To até com medo do que pode acontecer no resto do ano. :)

4 comentários:

  1. Gostei muito de ler!!

    mas já te falei isso no twitter//@CalidjaNC.

    (esperando continuação ou outra história, de qualquer forma posta no twitter que eu quero ler)Vlw ^^

    ResponderExcluir
  2. Amei a história!!
    ta bem legal
    vc vai postar mais histórias???

    ResponderExcluir
  3. Vou, vou sim... sem stress... =D

    ResponderExcluir
  4. Yaay ! :D
    gostei da história
    esperando continuação :)



    http://thesecretofthegirls.blogspot.com

    ResponderExcluir